Você tem vida sexual ativa e está pensando em engravidar? Saiba por que você necessita um suplemento multivitamínico com B9 agora

Michael Roizen, MD, FACP 08/30/17

Se você está grávida ou pensando em ficar, provavelmente já ouviu que deveria estar tomando ácido fólico. É porque o folato, o ácido fólico (também conhecido como vitamina B9) é essencial para o desenvolvimento do feto. Seu bebê precisa de folato, pois ele tem efeito direto no DNA (1). O folato é um ingrediente essencial de um dos elementos constitutivos do DNA, a timina. Sem folato, seu corpo poderá substitui-lo por um elemento constitutivo auxiliar menos eficaz chamado uracilo, o que pode causar malformações congênitas, principalmente espinha bífida. 

A espinha bífida ocorre quando o tubo neural – uma estrutura que reveste a medula espinhal – não se fecha completamente. Esse fecho incompleto pode ocorrer perto do pescoço ou dos glúteos, levando a vários problemas. Dado que o tubo neural se forma tão cedo, o ácido fólico é essencial nas primeiras seis semanas de desenvolvimento – um período no qual muitas mulheres talvez nem saibam que estão grávidas.

Os nutrientes no útero influenciam a saúde fora do útero. É por isso que a recomendação oficial da Força-Tarefa de Serviços de Prevenção dos EUA (The U.S. Preventive Services Task Force - USPSTF) é: “todas as mulheres que estão planejando uma gravidez ou estejam aptas a engravidar devem tomar um suplemento diário contendo de 0,4 a 0,8 mg (400-800 μg) de ácido fólico”. (2) No caso ideal, você deveria tomar suplementos de ácido fólico ou certificar-se de obter folato suficientemente através da alimentação, se houver a possibilidade de ficar grávida ou mesmo já estar. É por isso que gostaríamos que você começasse a tomar uma vitamina pré-natal ao menos três meses antes de engravidar – ou, para estar segura, durante todos os anos nos quais possa ficar grávida.

O interessante é que quando o Canadá passou a acrescentar folato às farinhas e pães, a fim de aumentar o consumo nacional entre as mulheres que poderiam ignorar sua gravidez, o país viu uma queda de mais de 50 por cento nas malformações congênitas (3, 4). Você deveria ingerir 800 mcg de ácido fólico por dia. Algumas mulheres necessitam de uma suplementação extra, pois seus corpos não têm a capacidade de converter ácido fólico para a forma necessária na produção de DNA, de modo que profissionais de saúde podem prescrever até quatro miligramas. Procure um suplemento pré-natal que contenha ácido fólico do metilfolato, já que isso parece tornar o folato/ácido fólico mais disponível.

As pesquisas também indicam outros benefícios do ácido fólico à saúde (como se aqueles já não fossem suficientes), incluindo uma gestação mais longa (para que seu bebê tenha tempo adequado no útero antes de enfrentar o mundo exterior) (5, 6) e a quietação dos “chutes”. Muitas mulheres grávidas sofrem de cãibras nas pernas ou síndrome das pernas inquietas, que é quando suas pernas têm espasmos de modo reflexivo em movimento de chute. O problema não é machucar sua companhia na cama, mas despertar você de um bom sono. A síndrome também está associada a essa sensação de formigamento, suas pernas têm a impressão de estarem sendo beliscadas. Isso parece ser causado por níveis impróprios de dopamina química. Alguns tratamentos incluem a ingestão de 800 microgramas de folato por dia durante a gravidez (400 microgramas de um suplemento multivitamínico pré-natal e 400 mcg através da alimentação ou de suplementos) e 30 mg de ferro (7). Utilizar uma almofada térmica no local também parece aquietar esses distúrbios. Além disso, magnésio (400 mg) e cálcio (1.200 mg) podem ajudar no caso de cãibras nas pernas, já que as contrações musculares normais requerem esses minerais (8).

Às minhas pacientes sexualmente ativas e pensando em engravidar, sugiro que tomem um suplemento multivitamínico pré-natal, partindo-o ao meio, ingerindo uma metade pela manhã e a outra à noite. O corpo expele (através da urina) as vitaminas hidrossolúveis em aproximadamente 12 a 16 horas, então esta divisão irá ajudar a manter estáveis os níveis de nutrientes em seu organismo e no de seu bebê.

Obrigado pela leitura. Sinta-se à vontade para enviar perguntas a ageprooflife@gmail.com. Temos conhecimento suficiente para responder a algumas delas (e tentaremos obter respostas para você, caso não o tenhamos).

 

Referências

1. Duthie SJ, Narayanan S, Blum S, Lynn Pirie,  Brand GM. Folate Deficiency In Vitro Induces Uracil Misincorporation and DNA Hypomethylation and Inhibits DNA Excision Repair in Immortalized Normal Human Colon Epithelial Cells. Nutrition And Cancer 2009; 245-251 | Published online: 18 Nov 2009 http://dx.doi.org/10.1207/S15327914NC372_18

2. US Preventive Services Task Force, Bibbins-Domingo K, Grossman DC, Curry SJ, Davidson KW, Epling JW Jr, García FA, Kemper AR, Krist AH, Kurth AE, Landefeld CS, Mangione CM,Phillips WR, Phipps MG, Pignone MP, Silverstein M, Tseng CW.  Folic Acid Supplementation for the Prevention of Neural Tube Defects: US Preventive Services Task Force Recommendation Statement. JAMA.  2017 Jan 10;317(2):183189. doi: 10.1001/jama.2016.19438  https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28097362

3.De Wals P, Fassiatou Tairou F, Van Allen MI, Soo-Hong Uh M.Sc,  Lowry RB,  Sibbald B, et al. Reduction in Neural-Tube Defects after Folic Acid Fortification in Canada. N Engl J Med 2007; 357:135-142July 12, 2007DOI: 10.1056/NEJMoa067103

4. Ray JG, Meier C, Vermeulen MJ, Boss S, Wyatt PR, Cole DEC, Association of neural tube defects and folic acid food fortification in Canada. The Lancet  2002; 360, Issue 9350, 2047–2048

5. Bukowski R, Malone FD, Porter F, et al. Preconceptional folate prevents preterm delivery. Am J Obstet Gynecol, 2007; 197 (6S),  3

6. Zhanga Q, Wang Y, Xin X, Zhang Y,  Liub D, et al.  Effect of folic acid supplementation on preterm delivery and small for gestational age births: A systematic review and meta-analysis. Reproductive Toxicology 2017; 67: 35–41  

7.  Lee KA, Zaffke ME,  Baratte-Beebe K. Restless Legs Syndrome and Sleep Disturbance during Pregnancy: The Role of Folate and Iron Journal of Women's Health & Gender-Based Medicine. 2004, 10(4): 335-341. doi:10.1089/152460901750269652.

8. Dahle LO . Berg G. Hammar M, Hurtig M, Larsson L. The effect of oral magnesium substitution on pregnancy-induced leg cramps. American Journal of Obstetrics and Gynecology 1995; 173, 175-180.  https://doi.org/10.1016/0002-9378(95)90186-8

Postagens recentes


Este site utiliza cookies para armazenar informações no seu computador.

x